Com o crescimento do mercado de eletrificados no Brasil, seria natural que as montadoras começassem a trazer seus automóveis elétricos ou híbridos para o país além de, claro, produzi-los por aqui. Era estranho, no entanto, que uma das maiores expoentes desse segmento, a Tesla, nem ao menos tivesse pensando em importar alguns de seus “Models” para cá. Bem, imaginamos que deva ser por conta da falta de infraestrutura e alta carga tributária por isso, o ideal para minimizar esses problemas seria fabricar os carros aqui, certo? Pois bem, isso pode estar perto de acontecer.

De acordo com matéria da RevistaW3, documentos oficiais confirmam as conversas da empresa de Elon Musk com o Governo Federal para a criação de um complexo fabril em Criciúma-SC. Tudo teria sido intermediado pelo deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC), que levou o assunto ao Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Apesar de nada estar, de fato, confirmado, o assunto “Tesla no Brasil” passou a ganhar força quando a agenda do Ministro fora divulgada confirmando uma teleconferência com Freitas, Claiton Pacheco Galdino (Secretário de Desenvolvimento Econômico de Criciúma) e Anderson Pacheco (Engenheiro Sênior de Produção da Tesla).

O pessoal do Inside EVs e do CanalTeslaBrasil entrou em contato com a assessoria do deputado e a resposta foi a mesma. Há sim uma conversa com uma empresa que deseja abrir uma fábrica no Brasil, mas que o contato está na fase inicial, e que segue em sigilo.

Unindo as pontas

A página de Anderson Pacheco no LinkedIn confirma a identidade do engenheiro, que trabalha na cidade de Sparks, em Nevada, nos Estados Unidos, onde fica a primeira gigafábrica da Tesla. Ele está na empresa há mais de quatro anos e tem mestrado em Ciências. O engenheiro brasileiro formou-se exatamente em Santa Catarina, onde a Tesla supostamente iria erguer a fábrica no Brasil. Além disso, Freitas representa este mesmo estado no congresso.

Já Claiton Pacheco Galdino dá a dica de qual cidade iria receber esta gigafábrica, por trabalhar para a prefeitura de Criciúma, que já tem uma presença industrial forte na região e ajudaria a Tesla a ter uma proximidade com seus fornecedores e um porto a cerca de 150 km de lá, o Porto de Imbituba.

Uma fábrica da Tesla em Santa Catarina faz sentido. Outras montadoras de alto padrão possuem plantas em cidades menores, pois contam com incentivos governamentais para que montem seus pontos de trabalho em locais menos desenvolvidos. A Daimler tem uma fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis-SP, já a Honda tem uma em Itirapina-SP. A BMW, por sua vez, produz o Série 3 em Araquari, Santa Catarina.

O artigo da RevistaW3 diz, ainda, que a ideia é organizar uma comitiva presidencial para visitar a fábrica da Tesla em Fremont (Califórnia) e apresentar o Brasil como o local ideal para uma linha de produção da empresa, ganhando acesso a outros mercados da América Latina.

Fonte: Inside EVs