Nesta quarta-feira (20), a Samsung realizou o seu grande evento anual, o Unpacked 2019, em São Francisco, Califórnia. Além da nova família de smartphones Galaxy S10, a empresa também apresentou o seu primeiro telefone dobrável.

“Hoje a Samsung escreve o próximo capítulo na história da inovação, mudando tudo que é possível em um smartphone. O Galaxy Fold apresenta uma categoria completamente nova que traz novos recursos, nunca antes vistos, com nosso Display Infinito flexível”, disse no palco do Unpacked DJ Koh, presidente e CEO da divisão de TI e Comunicações Móveis da Samsung Electronics. “Criamos o Galaxy Fold para aqueles que querem experimentar o que um smartphone premium dobrável pode fazer, superando as limitações de um smartphone tradicional.”

Com 7,3 polegadas, o dispositivo chega em quatro cores diferentes e permite ao usuário escolher entre a experiência de um tablet ou smartphone. A Sammy trouxe, aqui, o primeiro display infinito dinâmico em AMOLED do mundo, o que confere ao usuário muita versatilidade em modo multitarefa.


Galaxy Fold no Unpacked 2019 (Foto: Joy Macedo/Canaltech)

Smartphone que vira tablet

Segundo a Samsung, o Galaxy Fold inaugura uma nova categoria de sua linha mobile, porque oferece um novo tipo de experiência para usuários de smartphones. Confirmando rumores, desde 2011 o Fold estava nos planos da empresa, quando ela apresentou ao mundo seu primeiro protótipo de tela flexível.

A tela do dispositivo apresentado hoje literalmente se dobra ao meio, ou seja, ele não é um smartphone flexível, e sim dobrável. Graças a um novo tipo de polímero em camadas desenvolvido pela sul-coreana, o smartphone consegue ser dobrado como um caderno e, ao mesmo tempo, não quebrar nem apresentar trincas com o uso. No meio do gadget há uma dobradiça projetada com várias engrenagens para fazer com que ele seja aberto e fechado de modo bem natural, como se fosse um livro.

Claro que, por ser um conceito diferente dos smartphones “rígidos” que temos no mercado, a engenharia e os componentes do Fold não são como o de smartphones comuns. A começar pelo leitor de impressões digitais, localizado na lateral do dispositivo, onde geralmente colocamos o polegar. Outro ponto é a dupla de baterias e demais componentes, distribuídos de forma que o peso fique equilibrado quando o usuário segura o gadget.

Especificações

De acordo com a Samsung, o Galaxy Fold terá como principais especificações:

Telas

  • Tela principal: 7,3” QXGA+ AMOLED Dinâmica (4,2: 3)
  • Tela externa: 4,6” HD+ Super AMOLED (21: 9)

Câmeras (seis unidades)

  • Câmera externa: 10MP (2PD), f/2.2
  • Câmera Traseira tripla: Ultra-Wide: 16MP, f/2.2; Wide Angle: 12MP (2PD): f/1.5 e f/2.4, Estabilizador Óptico de Imagem (OIS); Zoom óptico: 12MP, F2.4, OIS PDAF
  • Câmera Frontal Dupla: 10MP (2PD) f/2.2, Profundidade RGB: 8MP, f/1.9

Processador

Chipset Octa-core de 64 bits 7nm
Memória

12 GB de RAM (LPDDR4x), 512 GB de armazenamento (UFS 3.0), sem expansão

Bateria (duas unidades)

  • 4.380mAh (total)
  • Carregamento Rápido compatível com fio e sem fio
  • Carregamento com fio compatível com QC2.0 e AFC
  • Carregamento sem fio compatível com WPC e PMA

Sistema Operacional

Android 9.0 (Pie)

Desempenho

É possível realizar até três tarefas diferentes na tela, conforme você vê na imagem abaixo.


Mapas, vídeo e bate-papo na mesma telona do Galaxy Fold (Foto: Joy Macedo/Canaltech)

Um extra que deixa o Fold mais crocante é a nova versão da Bixby, com aprimoramentos em inteligência artificial da assistente pessoal, como as Rotinas Bixby e o Samsung Knox, que deixa seus dados seguros.

Disponibilidade

O Galaxy Fold estará disponível lá fora no segundo trimestre de 2019. Ele chegará ao mercado nas cores prata, preta, verde e azul, custando módicos US$ 1.980 lá fora. Ainda não há previsão de chegada do dispositivo ao Brasil, muito menos de valores.

 

Fonte: Canaltech